Current track

Title

Artist

Current show

Antena 1

8:00 pm 12:00 am

 

Current show

Antena 1

8:00 pm 12:00 am

 

Background

Gigs em Casa – a nova plataforma portuguesa de concertos online

Written by on April 28, 2020

O novo serviço vai ter concertos gratuitos e outros com bilhetes que garantem códigos de acesso. Músicos e técnicos serão pagos. Peste & Sida e Freddy Locks são os primeiros nomes confirmados.

 

 

Muitos têm sido os concertos dados a partir de casa, por diferentes artistas, numa altura em que todas as salas de espectáculo do país estão encerradas. A pandemia da Covid-19 obrigou a indústria a dar um passo atrás, mas já há quem tenha encontrado maneira de dar a volta (ou de tentar, pelo menos): a promotora Amazing Events criou a primeira plataforma portuguesa de concertos online, a Gigs em Casa. Não há filas, nem gente de telemóvel ao alto a filmar, mas também não há bar — a não ser que se tenha apetrechado bem o frigorífico. O primeiro concerto fica a cargo dos Peste & Sida, já no próximo dia 1 de maio no RCA Club, pelas 21h30, em Lisboa (o segundo, com Freddy Locks, acontece no dia 8). E este não será o único espaço a receber concertos que são transmitidos online, que vão acontecer uma vez por semana, com a duração de aproximadamente 70 minutos.

 

“Esta plataforma nasce da necessidade de reinventar o nosso trabalho porque estamos impossibilitados de o fazer, até porque este será o último setor da economia a avançar. Juntamos outra equipa além da nossa, dando assim trabalho às bandas e a técnicos que estavam a zeros, para manter a cultura viva”, conta Luís Salgado da Amazing Events. Para que os concertos aconteçam, em primeiro lugar, terão de estar na sala cerca de vinte pessoas — contando com cada banda –, tomando todas as medidas de segurança e de higiene necessárias. Ou seja, numa sala onde era suposto estarem 350 pessoas, passam a estar vinte. Mas há uma garantia: todos os intervenientes, músicos e técnicos, serão pagos.

 

Uma vez por semana, o “Gigs em Casa” levará até aos ecrãs de quem quiser ver e ouvir música, um concerto, de forma gratuita, numa primeira fase. Mas também haverá concertos pay-per-view, onde o público compra um bilhete que gera um código que permite assistir ao espectáculo. A grande diferença para os concertos que temos visto em múltiplos lives de Youtube ou de Instagram, é a de que estes serão gravados em full HD, com multi câmara num espaço de espectáculos. “Não estamos a competir com esse tipo de conteúdo. A diferença é que nesses lives os músicos estão em casa, num cenário que tem um feeling diferente, mais intimista, mas também mais amador, por vezes. Para nós é necessário trazer a produção musical para o concerto em banda, que tem uma energia diferente e isso será feito numa plataforma nossa”, conta o promotor.

 

 

Fonte: Observador.pt


DONATE NOW