Charles Sousa lançou sábado (12) a sua candidatura em Mississauga. O luso-canadiano, que representa o Mississauga Lakeshore desde 2007, acusa os conservadores de colocarem a economia em risco com os seus cortes.


Rodeado pela família, a esposa e duas filhas, o candidato Liberal prometeu “não deixar ninguém para trás”. “Estamos a investir em áreas estratégicas e a nossa economia continua a crescer. Temos a taxa de desemprego mais baixa dos últimos 20 anos e isso é graças ao investimento do governo na economia e na criação de postos de trabalho”, disse.


Apesar das primeiras sondagens darem a vitória aos conservadores, Sousa garante estar preparado para a vitória.  “Vai ser difícil mas estou preparado para a luta.  Já apresentei seis orçamentos e em todos eles sempre fiz mais do que prometi. Em 40 anos só tivemos oito orçamentos equilibrados, três dos conservadores e cinco nossos”, assegurou.


As críticas aos conservadores continuaram e para Charles Sousa a oposição só está a fazer propaganda. “Eles estão a utilizar os nossos números e não têm nenhum projeto, cabe aos eleitores escolher o melhor candidato”, defendeu.


Recentemente a comunicação social avançou que os Liberais falharam a projeção do deficit para os próximos três anos em 11 mil milhões de dólares. No entanto o candidato garante que não há nenhuma falha. “O que há é uma disputa entre o auditor e os contabilistas profissionais. O último orçamento é muito prudente”, sublinhou.


Preocupado com o envelhecimento populacional do país, Sousa sustenta que a única forma de estimular a natalidade é continuar a investir. “ Não podemos fazer cortes, antes pelo contrário, precisamos de continuar a investir para garantir o futuro das próximas gerações. Eu tenho três filhos e tenho essa consciência”, explicou.


Bonnie Crombie, presidente da Câmara Municipal de Mississauga, também esteve presente no lançamento da campanha e enumerou várias obras que o antigo Ministro das Finanças de Ontário executou.


Se for eleito, Sousa vai investir mais em hospitais para diminuir o tempo de espera e para melhorar o atendimento; revitalizar a área de Waterfront em Mississauga; medicamentos gratuitos para crianças, jovens e idosos; propinas gratuitas para jovens que queiram continuar estudos superiores e transportes públicos mais rápidos e acessíveis.


Em declarações ao Milénio Stadium, Sousa falou sobre a grande dependência económica entre Canadá e EUA. “A nossa economia tem estado muito dependente dos EUA. Precisamos de desenvolver e criar novas relações com outros países. O CETA [acordo comercial] é uma oportunidade para aumentar as trocas comerciais com Portugal e com a Europa”, referiu.


José Mendes é luso-canadiano e não tem dúvidas de que Charles Sousa é a escolha certa. “O Charles é uma pessoa idónea, responsável e carismática que gosta de ajudar”, enumerou.


Mendes vive em Mississauga há cerca de 30 anos e considera que o candidato sempre apoiou a comunidade portuguesa. “Conheço-o desde o primeiro dia em que entrou aqui no partido no Mississauga Sul. Os clubes portugueses sentem que o Charles está sempre presente e pronto a ajudar”, revelou.


O luso-canadiano também deixa criticas à oposição. “Os conservadores nunca foram uma mais-valia. Eu sou como o S. Tomé, ver para crer”, rematou.


Hazel McCallion, antiga autarca de Mississauga, também esteve presente no lançamento da campanha e demonstrou o seu apoio ao candidato. “O Charles é um líder forte que apresentou resultados positivos em Mississauga e na província.  Ele é um grande campeão para a nossa comunidade e para todos os ontarianos”, afirmou.


O lançamento da campanha contou com a atuação da banda Mandi Galer Duo que interpretou vários covers entre eles “My Way” de Frank Sinatra.


via Milénio Stadium