A LiUNA Local 183 vai ter uma nova sede em Vaughan. O lançamento da primeira pedra, que marca uma nova fase na vida deste sindicato, aconteceu quarta-feira (17) e reuniu vários membros do maior movimento sindical da América do Norte.

Em declarações ao Milénio Stadium, Jack Oliveira, Business Manager da LiUNA Local 183, não escondeu a sua satisfação. “É um dia histórico e temos de felicitar os nossos membros activos e aposentados porque se não fossem eles nada disto era possível. Esta sede é um novo capítulo na história do movimento sindical neste país e eles merecem-no porque sempre enfrentaram o trabalho duro.  Sempre fizemos o tipo de trabalho que os outros não queriam fazer, e como podemos ver valeu a pena”, avançou.

O luso-canadiano lamentou os atrasos no arranque da obra, “já deveria ter começado há mais tempo, mas tivemos alguns obstáculos no caminho”, e garantiu que a sede de Vaughan vai ter mais serviços do que a da Wilson Avenue. “Vamos manter os serviços que já tínhamos, mas numa escala maior. A grande novidade é uma clínica médica para os membros e para os seus familiares. Vamos continuar a fazer tudo o que está ao nosso alcance para defender os interesses dos nossos membros”, explicou.

Desde que o luso-canadiano assumiu a presidência da Local 183, que o número de membros não pára de aumentar. “Estou muito orgulhoso, atualmente a Local 187 tem mais de 57,000 membros. Desde 2011 mais do que duplicámos, mas queremos continuar a crescer porque só assim é que podemos criar melhores benefícios para os nossos membros”, disse.

Ao nosso jornal, Joseph Mancinelli, vice-presidente da LiUNA e responsável pela zona central e oriental do Canadá, felicitou o trabalho desenvolvido por Jack Oliveira à frente da 183. “Nós crescemos muito e na Wilson Avenue já tínhamos problemas de estacionamento há alguns anos. Este é um projeto fantástico, que vai servir ainda melhor os nossos membros, e só me resta agradecer a dedicação do Jack. Este é o princípio do futuro da 183, é extraordinário”, revelou.

Mancinelli falou ainda sobre a pujança económica do sector e antecipou um cenário muito positivo para a próxima década. “As projeções indicam que nos próximos dez anos o sector da construção civil em Ontário vai conhecer um crescimento sem precedentes. Entre Niagara Falls e Kingston temos cerca de 90,000 membros, mas esperemos que este número continue a crescer”, informou.

Quem também esteve presente foi Patricia Hajdu, Ministra Federal do Trabalho, que elogiou o papel do sindicato no mercado de trabalho. “Eles são um grande parceiro e têm contribuindo muito para o crescimento da nossa classe média. Esta nova sede é a prova da importância e do crescimento deste sindicato no Canadá, que continua a recrutar todos os dias novos membros”,

A localização acabou por ser ao Vaughan, devido à proximidade do Centro de Treinos da 183 e a inauguração deverá ser em 2020. O complexo foi entregue à empresa Diamond Schmitt Architects e vai ter cerca de 295,000 sq. ft.

Os membros da LiUNA reuniram-se quinta-feira (18) no Queen’s Park para demonstrar que apoiam Doug Ford, Premier de Ontário, na alteração à lei 31 que segundo o sindicato “rasga os acordos colectivos que foram definidos há 48 anos” e que “têm mantido boas relações laborais na província”.

Source:Joana Leal/MS