O primeiro-ministro português vai deslocar-se ao Canadá para assinalar a aprovação a nível federal da moção apresentada por Julie Dzerowicz (MPP Davenport) que institui junho como o mês do património e cultura portuguesa e 10 de junho como Dia de Portugal no Canadá.

A visita está agendada para 3, 4 e 5 de maio, com passagens por Otava, Toronto e Montreal. O Milénio Stadium sabe que está a ser agendado um jantar em Toronto que contará com a presença de empresários, líderes comunitários e algumas figuras políticas ligadas à comunidade portuguesa.
Segundo apuramos, estará também previsto um encontro entre António Costa e Justin Trudeau, para discutir problemas relacionados com os programas de imigração envolvendo Portugal e o Canadá. Os dois chefes de Governo terão em cima da mesa um protocolo de cooperação que permitirá a entrada de Portugal no programa Canada Working Holiday Visa.

O Canada Working Holiday Visa permite que trabalhadores ou estudantes de certos países possam candidatar-se sem necessidade de oferta de trabalho ou outros requisitos que são comuns em processos mais complexos.
Este género de programa é destinado a jovens, geralmente entre os 18 e os 35 anos, que consigam provar a sua nacionalidade, sem condições médicas ou registo criminal que os impeça de entrar no Canadá.

Numa altura que muito se tem discutido a situação dos imigrantes ilegais no Canadá e de um alegado “Pilot Project” que estará “engavetado”, não permitindo por um lado descongelar a situação precária em que alguns imigrantes portugueses se encontram, levando por outro, à denúncia voluntária daqueles que nele aplicam, o possível encontro entre Costa e Trudeau pode levar à entrada de Portugal no Canada Working Holiday Visa, dando acesso em conjunto com aplicantes de outras nacionalidades, ao que fomos informados, a um universo de 10.000 vagas a serem preenchidas anualmente.

Longe de ser uma situação ideal ou a resolução dos problemas de todos aqueles que se encontram em situação ilegal neste país, pode, contudo, auxiliar aqueles que estão a considerar o Canadá como possível destino no futuro, não sendo do nosso conhecimento até ao momento se os imigrantes que se encontram em situação ilegal poderão aplicar no programa referido.

Contactados pelo Milénio Stadium, nenhum dos gabinetes de imprensa dos políticos ligados à comunidade portuguesa quis confirmar, até à hora de fecho desta edição, a possibilidade do encontro entre os dois chefes de Governo e das matérias que possivelmente estariam em discussão.


via Milenio Stadium