Current track

Title

Artist

Current show

Palavra de Deus é Vida

8:00 am 9:30 am

 

Current show

Palavra de Deus é Vida

8:00 am 9:30 am

 

Background

11 letras de música famosas que ‘nasceram’ de erros

Written by on September 10, 2020

Algumas das letras que conquistaram os tops internacionais, tiveram na sua origem erros nas letras de música. Algumas letras ficaram mais enigmáticas e outras simplesmente com um sentido completamente aleatório. O que é certo é que são todas um sucesso. 

E quem diria que de grandes erros podem surgir grandes sucessos?

Alguns dos artistas com histórias caricatas são Britney Spears, The Beatles, Nirvana, Bob Marley e Backstreet Boys. 

 

“… Baby One More Time” – Britney Spears

As palavras do primeiro sucesso de Britney Spears …Baby One More Time são tão familiares agora que realmente nunca pensaste nelas. No entanto, não fazem sentido! O que quer dizer “hit me baby, baby, one more time”?

A letra foi escrita pelo compositor sueco Max Martin, que pensava que “hit me” era calão americano para “liga-me”. Ele estava errado, mas a música fez sucesso de qualquer forma!

 

 

“I Want It That Way” — Backstreet Boys

Até hoje, ainda ninguém esqueceu aquele que foi um dos maiores sucessos dos Backstreet Boys. A música I Want It That Way apresenta uma letra sem sentido:”Ain’t nothin’ but a heartache Tell me why Ain’t nothin’ but a mistake Tell me why I never want to hear you say I want it that way”

E parece que o culpado é novamente Max Martin! O compositor simplesmente não fala inglês muito bem. O verso “I want it that way” é completamente ambíguo e realmente não significa nada. Coerência à parte, a banda decidiu ainda assim ir em frente. E mais uma vez, foi um sucesso!

 

 

“Cake by the Ocean” — DNCE 

A outra banda de Joe Jonas – DNCE – lançou o estranho sucesso Cake by the Ocean em 2015. Mais uma vez, a letra bizarra reduziu-se a um erro de tradução de um sueco!

Jonas conta que estavam a trabalhar com um produtor sueco que estava sempre a confundir “sex on the beach” com “cake by the ocean”. Os membros da banda acabaram por mudar a letra porque gostaram da letra tão incomum.

 

 

“Smells Like Teen Spirit” — Nirvana

Smells Like Teen Spirit é indiscutivelmente o maior sucesso dos Nirvana. Não importa o estilo de música que mais gostas, certamente que conheces! A história de origem diz que um amigo escreveu “Kurt smells like teen spirit” numa parede. Cobain achou que era algum tipo de lema antissistema e usou-o para escrever a música.

Acontece que Teen Spirit era o nome de um desodorante feminino usado pela namorada de Cobain na época, por isso um dos seus amigos escreveu essa frase na parede como piada.

 

 

“Walk This Way” — Aerosmith

Outro grande sucesso Walk This Way veio de uma fonte de inspiração invulgar. A banda foi ver o filme de Mel Brooks, Young Frankenstein, entre as sessões de gravação.Steven Tyler inspirou-se numa frase do filme em que Igor incentiva o Dr. Frankenstein a ir com ele, dizendo “Walk this way”.

 

 

“(Sittin’ On) The Dock of the Bay” — Otis Redding

A canção mais conhecida de Otis Redding, (Sittin’ On) The Dock of the Bay, termina com alguns segundos de assobio. Redding gostava sempre de improvisar no final de uma música, mas desta vez não conseguia pensar em nada, por isso começou a assobiar. O músico morreu tragicamente num acidente de avião logo após a gravação. A música foi lançada sem nenhuma alteração e tornou-se icónica.

 

 

“Possession” — Sarah McLachlan

A música Possession, de Sarah McLachlan, resultou de um processo judicial de um fã obcecado! O fã alegou que ela tinha roubado as letras das cartas que ele lhe tinha enviado e processou-a por violação de confiança e direitos morais. O processo terminou quando o fã se suicidou. Se for verdade que as letras eram das suas cartas, isso dá uma visão assustadora da mente de alguém que fica obcecado com um estranho.

 

 

 

“London Calling” — The Clash

A música London Calling dos Clash parece anunciar algum tipo de apocalipse, mas aparentemente foi inspirada pelo medo do letrista Joe Strummer de se afogar no Rio Tamisa. Ele tinha lido recentemente um artigo sobre a possibilidade do Tamisa transbordar e inundar as áreas circundantes. Isso assustou-o porque ele morava num prédio ao lado do rio! A banda depois expandiu a música para a aplicar a um sentido mais geral de destruição iminente. Esta é a prova de que a inspiração pode estar nas coisas mais simples e comuns e que cada um faz a sua interpretação.

 

 

 

“I Shot the Sheriff” — Bob Marley 

Bob Marley deu várias explicações contraditórias para o significado da sua canção I Shot the Sheriff. Numa entrevista, ele disse que o xerife representava a maldade, enquanto numa outra disse que o xerife representava o sistema policial. Como tal, tornou-se um hino de luta contra a injustiça.

No entanto, uma das suas ex-namoradas diz que a música é sobre Marley querer matar o médico que lhe prescreveu a pílula, porque Marley achava que era um sacrilégio. Ela cita-o dizendo “o médico que prescreveu essas pílulas para matar bebés tornou-se o xerife”.

 

 

 

“Satisfaction” — The Rolling Stones

A ideia para a música dos Rolling Stones, Satisfaction, surgiu a Keith Richards durante um sonho. Ele foi dormir com a sua guitarra e gravador ao pé de si, como de costume, caso tivesse um acesso de inspiração durante a noite. Na manhã seguinte, viu que a fita tinha chegado ao fim. Aparentemente, esteve acordado o tempo suficiente para gravar o verso. Depois disso, foram 40 minutos de ressonar de Richards até a fita acabar…

 

 

 

“I Am the Walrus” — The Beatles

A música I Am the Walrus (Eu sou a Morsa) é talvez a mais interessante! John Lennon descobriu que a sua antiga escola tinha começado a analisar letras de canções dos Beatles em aulas de inglês. Por isso ele decidiu escrever uma música completamente sem sentido para se meter com eles, e assim nasceu I Am the Walrus. Não ficará certamente surpreendido(a) se lhe dissermos que ele escreveu a maior parte enquanto estava sob efeito de LSD.


DONATE NOW