Current track

Title

Artist

Current show

Antena 1

12:00 am 7:00 am

 

Current show

Antena 1

12:00 am 7:00 am

 

Background

Sete momentos em que os Oscars foram polémica

Written by on March 28, 2022

Oscars Polémica - Camões Rádio - Cinema

Em 1974, um ativista pelos direitos dos homossexuais interrompeu a cerimónia, surgindo nu em palco

 

Sete momentos em que os Oscars foram polémica

As cerimónias de entrega dos Oscars, cuja 94.ª edição se realizou este domingo, tem sido palco de homenagens e reconhecimento mas também de alguma controvérsia e polémicas. O momento menos feliz protagonizado pelo ator Will Smith, que deu uma bofetada a Chris Rock, foi só uma delas.

 

2022: Will Smith dá bofetada a Chris Rock

Antes do anúncio do Óscar de Melhor Documentário na 94.ª edição dos Óscares, o humorista Chris Rock, que apresentou a gala dos Oscars de 2022, fez uma piada sobre Jada Pinkett-Smith, que recentemente tomou a decisão de rapar o cabelo, face à doença de alopecia, que causa a perda total ou parcial dos cabelos. Rock disse que mal podia esperar por ver a atriz no “G.I. Jane 2”, numa referência ao que seria uma sequela do filme “G.I. Jane”, onde a personagem principal, interpretada por Demi Moore, é careca. E o que se seguiu foi uma reação absolutamente inesperada por parte de Will Smith, também ator e marido da atriz. Will, que viria a vencer o Oscar de Melhor Ator pelo papel em “King Richard – Criando Campeãs”, levantou-se da plateia do Dolby Theatre, em Los Angeles, subiu ao palco e deu uma chapada ao comediante de 57 anos.

 

2017: anunciado o filme errado

Aconteceu na 89.ª edição da célebre entrega de prémios: “La La Land: A melodia do amor” começou por ser anunciado o vencedor do Oscar de Melhor Filme, mas o verdadeiro galardoado foi “Moonlight”. O inusitado engano, que deixou a plateia estupefacta, foi depois corrigido e explicado com uma troca de envelopes, que foram entregues aos apresentadores do prémio, Warren Beatty e Faye Dunaway. A equipa do filme, que já se encontrava em palco quando foi denunciado o erro, viu-se forçada a abdicar do galardão, entregando-o aos colegas do “Moonlight”.

 

2017: erro em memorial

O engano com “La La Land” não foi o único da gala de 2017. Num vídeo de tributo a artistas que morreram no ano anterior, apareceu a fotografia de uma profissional que não morreu. Ao lado do nome da figurinista Janet Patterson, falecida em outubro de 2016, estava o retrato da amiga Jan Chapman, produtora de 66 anos.

 

2016: boicote à falta de diversidade racial

Em 2016, foi a falta de diversidade racial na escolha dos nomeados aos Oscars que deu que falar. A “hashtag” #OscarsSoWhite (OscarsTãoBrancos) invadiu as redes sociais e a Academia que organiza e atribui os galardões ficou debaixo de fogo, acusada de ser racista.

 

2014: Travolta deu voltas a nome de premiada

Em 2014, “Let It Go” conquistou a categoria de Melhor Canção Original e John Travolta chamou a intérprete do tema de “Frozen: O Reino do Gelo” ao palco. O ator, que na altura confessou ter ficado confuso com as palavras escritas no cartão, apresentou Adele Dazeem em vez de Idina Menzel, protagonizando um momento hilariante.

 

1974: Homem nu interrompe cerimónia

Nos Oscars de 1974, quando Elizabeth Taylor se preparava para apresentar a categoria de Melhor Filme, conquistada por “The Sting”, a cerimónia foi interrompida de uma forma insólita. Ao surgir nu, a correr, um homem chamou a atenção de todos os presentes. O desconhecido era o norte-americano Robert Opel, fotógrafo e defensor dos direitos da comunidade gay.

 

1973: Marlon Brando recusa prémio e indígena sobe ao palco

Em 1973, o papel interpretado no filme “O Padrinho” valeu a Marlon Brando o galardão de Melhor Ator. No entanto, para surpresa de todos, no momento em que deveria subir ao palco, surgiu outra pessoa no seu lugar. Uma mulher indígena, que veio depois a descobrir tratar-se da atriz e ativista Sacheen Littlefeather, foi chamada a recusar o prémio em seu nome. O insólito, que aconteceu na sequência de um protesto, foi justificado com a discriminação aos índios americanos na indústria do cinema.

 

 

Fonte: JN


Download our app
android-app-store-app-store-and-android-icons-11553546864dl6gbnzyt2 (1) camoes radio - android-app-store-icons (2)