Current track

Title

Artist

Current show

Mundo Mix

1:00 pm 5:00 pm

 

Current show

Mundo Mix

1:00 pm 5:00 pm

 

Background

#FreeBritney. O movimento que quer libertar Britney Spears do alegado esquema de manipulação do pai

Written by on July 15, 2020

Numa carta que a cantora terá escrito a um dos seus fotógrafos, revela ter sido “enganada e usada”. Em causa está o facto de, em 2008, o tribunal lhe ter atribuído um tutor legal, o pai, por considerar que a cantora não era mentalmente capaz de cuidar de si.

 

Britney Spears - Camões Rádio - EUA

/Getty Images

 

Nos últimos 12 anos, Britney Spears lançou quatro álbuns de originais, encabeçou três digressões mundiais, foi jurada da segunda edição do programa “X-Factor”, lançou várias coleções de perfumes e lingerie e o seu nome, enquanto marca, terá gerado uma receita de cerca de 138 milhões de dólares (o equivalente a 121 milhões de euros) por ano. Ainda que Britney se tenha mantido ativa enquanto profissional, desde 2008 que a lei a continua a considerar mentalmente incapaz de cuidar de si própria depois de vários anos a lutar com doenças do foro mental.

Essas crises culminaram em momentos que ainda hoje estão presentes na mente dos fãs mais atentos à carreira da artista. É que em 2007, Britney Spears rapou o cabelo, tentou atacar os paparrazi que a perseguiam de forma insistente e agressiva, fechou-se em casa com os seus dois filhos e sofreu uma overdose de anfetaminas.

O desfecho é conhecido por todos: o internamento numa clinica psiquiátrica que se voltou a repetir no início de 2019, desta vez de forma involuntária e por imposição de Jamie Spears, o pai, que é também o seu tutor legal desde 2012 — altura em que o tribunal decidiu que a cantora não estava em condições de tomar decisões por si. Este estatuto é geralmente aplicado a indivíduos que denotem um estado avançado de deterioração mental ou quem sejam diagnosticados com demência.

Esta decisão do tribunal, que pode ser revista, declara que o pai de Britney Spears tem controlo total sobre a carreira da filha, bem como sobre quaisquer negociações comerciais que possam surgir ou entrevistas que sejam pedidas pelos vários órgãos de comunicação social. A serem aprovadas, estas entrevistas são sempre combinadas e a equipa de Spears exige o acesso prévio às perguntas para que possa preparar as respetivas respostas.

Mas esta decisão judicial impede-a ainda de contratar um advogado, de saber exatamente quanto dinheiro tem nas suas contas bancárias ou de falar abertamente sobre os detalhes que a obrigam a viver sem vontade própria.

 

Ler mais em: MAGG.pt / Fábio Martins 


DONATE NOW