Current track

Title

Artist

Current show

Passado ao Presente

8:00 am 9:00 am

 

Current show

Passado ao Presente

8:00 am 9:00 am

 

Background

Google Maps trama um dos mafiosos mais procurados pela polícia italiana

Written by on January 6, 2022

Google Maps trama mafioso - camões rádio - noticias insólito

Foi capturado em Madrid no dia 17 de dezembro, graças a uma imagem do Google Maps, um dos fugitivos mais procurados pela polícia italiana, Gioacchino Gammino, integrante da máfia “Stidda”. O foragido andava a monte desde 2002, quando se evadiu da prisão de Rebibbi, em Roma.

Gioacchino Gammino foi encontrado graças a uma foto do Google Maps onde aparece a conversar com outro homem à entrada de uma loja de frutas e vegetais, chamada “El huerto de Manu”, localizada na Avenida de los Voluntarios, em Galapagar, na Comunidade Autónoma de Madrid.

A investigação, que inicialmente se concentrou naquele espaço entretanto encerrado, continuou depois num restaurante próximo chamado “La cocina di Manu”. Também fechado em 2014, foi a partir da página de Facebook deste último espaço que as autoridades italianas chegaram ao comerciante e chefe de cozinha “Manuel” que seria, na verdade, Gioacchino Gammino: agora com rosto mais envelhecido, resultados dos seus 61 anos, mas ainda com a cicatriz no lado esquerdo do queixo.

Quando foi encontrado pela polícia, a 17 de dezembro, o líder da máfia “Stidda” em Agrigento ficou surpreendido. “Como é que me encontraram? Há dez anos que não ligam para a minha família”, terá dito, segundo o jornal “La Repubblica”, que conta esta quarta-feira a história.

Depois de ter sido detido pela brigada central de estupefacientes espanhola, Gioacchino Gammino aguarda uma nova extradição para Itália. A investigação, que juntou as autoridades dos dois países, durou cerca de dois anos.

Gioacchino foi condenado a prisão perpétua depois de, em 29 de agosto de 1989, em Campobello di Licata, ter matado, em grupo e por engano, um transeunte, confundindo-o com um elemento da máfia rival, a “Cosa Nostra”.

Depois do crime, Gammino ainda chegou a fugir para Espanha. Em março de 1998, acabaria detido em Barcelona e extraditado para Itália, onde acabou preso na prisão de Rebibbi. Pouco mais de três anos depois, porém, conseguiu fugir.

A evasão, que aconteceu durante a gravação de um filme que estava a ser realizado naquele estabelecimento prisional a 26 de junho de 2002, manteve-se até agora, 20 anos depois, permanecendo ainda hoje a dúvida se conseguiu evadir-se com a ajuda de alguém.

Mesmo com a detenção, as investigações vão continuar, uma vez que há suspeitas de que os negócios de Gammino eram apenas um disfarce para outras atividades ilícitas, sobretudo relacionadas com drogas.

Tagged as